04/11/2012

Web Série: Ps.: Vida


Faz tempo que não posto né? Mais nesse post eu vou por 2 capítulos ((:




  •  Capítulo 4

“ Roupas – ok! Sandálias – ok! Celular – ok! ... “
- Agora preciso fazer uma carta dizendo para onde eu vou!
Carta: “ Querida mãezinha, já que estou de castigo, vou passar uns dias na casa da Vó Lucia. Não vá me buscar ou visitar, se não fugirei novamente e desta vez não avisarei! Com muita raivinha de sua filha querida, Sophia! “
Dobro a carta e coloco sobre a escrivaninha de meu quarto.
“ Finalmente sairei dessa casa! “
Ligo pro táxi que chega em 5 minutos, o tempo da minha casa até a casa da minha avó é mais ou menos 30 minutos, pois minha vó não mora na cidade e sim em uma área isolada em uma casa grande em um campo, eu adoro a casa da minha vó, parece casa de filme americano, não tem cerca e fica em um lugar lindo! Acho que no caminho vou ficar escutando os meninos da 1D, eles são perfeitos *--*
Ao chegar lá toco a campainha. Segundos depois uma senhora com uma cara cansada e triste e abre a porta.
“ Sim era ela! Estava meio acabada com a morte do meu pai e do meu avô, mais eu tinha certeza que era ela. ”
- Vó?!
- Sophia minha netinha! Que saudades de você minha flor! ( Nos abraçamos como se fosse o último segundo de nossas vidas) Venha aqui minha netinha, entre. HUGOOO!
“ Hugo? Será que eu ouvi direito? Meu moreninho dos olhos azuis está aqui! “
- Oii vó! Oii Sophiaa!
- Oii Hugoo! ( Abraço apertado e um beijo na bochecha) Tudo bem com você primo?
- Tudo sim prima! Pode deixar que eu levo suas bolsas!
- Okk... Obrigado!
Hugo pega minhas bolsas e sobe as escadas para levá-las para o meu quarto.
- Então minha netinha, conte–me porque veio aqui tão de repente, com essas bolsas todas?
- Então vó... é porque eu briguei com minha mãe e tals...
- Huum, sei! Você veio passar um tempo aqui né?
- É vó!
“ Era impressionante como minha avó sabia tirar as palavras da minha boca! Por isso que eu amo essa velha! “
- Awn minha netinha, você pode vir quando quiser!
- Obrigado vó! Te amo! ( Dei um beijo na testa dela)
- Bom netinha, você deve estar cansada, venha, vamos arrumar seu quarto.
- Ok!






  •  Capítulo 5

“ Depois desse papo todo mereço um banho! “
( Entro no banheiro, tiro a roupa e entro no chuveiro, molho meu corpo, lavo meus cabelos, tomo banho, saio, me enxugo, visto minha camisola super curta, saio do banheiro, vou para o quarto)
Após ter saído do banheiro, escuto um barulho na porta do quarto. ( Porta se abrindo ) Era o Hugo!
- Prima?
- Oii, tudo bem?
- Tudo sim, vim trazer sua outra bolsa que esqueceste lá em baixo.
- Ahh, valeu!
- ... ( Hugo me olha de uma forma diferente)
- O que foi primo?
- É que... você está linda nesse camisola super curto! ( Ele vem chegando mais perto cada vez mais...)
- Awn obrigada! Rsrsr... ( Respondo envergonhada )
- Estou com saudades de você prima, de sentir seu corpo, de ter você só pra mim! Lembra quando tínhamos treze anos que namoramos? ( Hugo pega na minha cintura)
- É.. leembro! ( Falo gaguejando ) “ Era tão bom sentir seu corpo, seu coração cada vez mais acelerado, suas mãos envolvidas na minha cintura, literalmente me tiravam o fôlego, mais eu não podia
ter mais nada com ele. Hugo era meu primo, nada mais, nada menos.”
- Você gostava? ( Dando leves beijos no meu pescoço, ele me mantinha mais próxima dele o possível)
- Você foi importante pra mim naquela época e agora também, mas nós somos primos e te quero assim... Como meu priminho. Não fica triste não ta?
( Afastei – me dele e voltei a secar os meus cabelos)
- Não vou ficar não! Te amo de qualquer jeito, priminha! ( Ele fala dando um sorriso safado) Boa noite flor!
- Boa noite! ( Dou um sorriso)
“ Já bastava o Edu ter me agarrado, agora o Hugo? O meu primo? Minha vida ta ficando cada vez mais difícil! “



E ai, gostaram? XOXO

Um comentário: